Uma questão que já foi levantada algumas vezes em relação a Alvanista é a ausência da possibilidade de realizar um registro nativo, sem utilização do Facebook Connect. Esta foi uma decisão de arquitetura que foi muito pensada e já causou bastante polêmica entre não-usuários do Facebook (mais que justo).

Razões para a utilização do registro pelo Facebook

Pode parecer um tanto contraditório a obrigatoriedade de utilização de uma rede social para conectar a uma outra rede social. A Alvanista não entende ou vê o Facebook como um concorrente, nem pretende expandir suas funcionalidades para um dia concorrer com o Facebook. A visão que nós temos é a de uma plataforma social que serve de apoio para outras “redes sociais de nicho” tirando assim de nós algumas preocupações básicas e a necessidade da criação de todo um “ecossistema”. A Alvanista propõe-se a ser uma rede social voltada especificamente para jogos digitais.

Listo algumas das vantagens que eu vejo em utilizar o Facebook dessa forma:

  • Facilidade e agilidade: Com poucos clicks o cadastro está pronto sem necessidade de várias formalidades como o preenchimento de formulários, realização de upload de foto e validação do e-mail.
  • Recomendação de amigo: É possível indicar os amigos do usuário que já estão utilizando a rede, assim como ser recomendado caso um amigo do usuário entre na rede.
  • Validação de e-mail: O Facebook fica resposável pela validação do usuário e do e-mail. Isso evita que a Alvanista tenha preocupações em criar mecanismos para evitar fraudes e spam. O sistema de validação do Facebook não é perfeito mas evita, por exemplo, o registro de robôs de spam, comuns em fórums e blogs.
  • Integração com Facebook: Na perspectiva de usuário da rede, muitas pessoas gostam muito de ter algumas das interações da rede publicadas no Facebook. Na perspectiva de desenvolvedor, o Facebook é um meio muito importante de alcançar novos usuários pois uma parcela expressiva do nosso fluxo de usuários vem de lá. Caso o usuário prefira, ele pode simplesmente editar o perfil para evitar publicações no Facebook.

Utilização de registro nativo

Nas primeiras semanas em que a rede foi para o ar, havia a possibilidade de utilizar um cadastro nativo. Este foi um experimento bem interessante que nos mostrou alguns problemas.

O usuário que entrava na rede utilizando o cadastro nativo ficava totalmente isolado. Ele não era capaz de encontrar seus amigos que estavam na rede, nem era indicado para seus amigos que estavam entrando na rede posteriormente. No final das contas, este usuário estava fadado ao abandono pois uma rede social possui seu valor diretamente ligado a quantidade de conexões que você tem. Ao coletar o feedback dos usuários, descobri que quase todos escolheram realizar o cadastro nativo simplesmente por haver esta possibilidade, mas essa escolha quase sempre levava ao usuário ficar isolado na rede.

Hoje, a Alvanista está em desenvolvimento e, a meu ver, ainda longe do seu potencial máximo. Adicionar o cadastro nativo a Alvanista implica na necessidade de uma série de funcionalidades para suportar esse cadastro como validação de usuário e e-mail, controle de spam, melhorias e um sistema avançado na busca de usuários, recomendação de usuários sem utilizar outra rede social como suporte entre outras coisas mais. Criar essas funcionalidades e realizar a manutenção delas faria a equipe de desenvolvimento deixar de focar em funcionalidades vitais para rede para suprir a necessidade de um grupo de pessoas muito pequeno.

Usuários que não possuem Facebook

É extremamente irreal assumir que todas as pessoas possuem Facebook. No entanto, das pessoas que desejam utilizar a rede, esse grupo de pessoas que não possuem Facebook é bem pequeno. E possuir o Facebook como única porta de entrada é (de forma justa) quase que um insulto para eles.

Ao meu ver, a melhor forma de contornar esse problema nas condições atuais é a utilização de outras formas de conexão, como o Twitter ou Google. Isso mantém as vantagens de utilizar uma plataforma social sem o revés do cadastro nativo. Das pessoas que não possuem Facebook, todas que eu contactei me relataram que a inclusão do registro pelo Twitter resolveria seus problemas.

A não-inclusão do cadastro nativo não é algo escrito em pedra. Mas nas condições atuais da rede, todos esses fatores influenciam para que seja mantido desta forma pelo menos por enquanto.